sexta-feira, 12 de maio de 2017

[Resenha] A Última Camélia

Escritora: Sarah Jio
Editora: Novo Conceito
Páginas: 320


Sinopse: "Às vésperas da Segunda Guerra Mundial, o último espécime de uma camélia rara, a Middlebury Pink, esconde mentiras e segredos em uma afastada propriedade rural inglesa.
   Flora, uma jovem americana, é contratada por um misterioso homem para se infiltrar na Mansão Livingston e conseguir a flor cobiçada. Sua busca é iluminada por um amor e ameaçada pela descoberta de uma série de crimes.
   Mais de meio século depois, a paisagista Addison passa a morar na mansão, agora de propriedade da família do marido dela. A paixão por mistérios é alimentada por um jardim de encantadoras camélias e um velho livro.
   No entanto, as páginas desse livro insinuam atos obscuros, engenhosamente escondidos. Se o perigo com o qual uma vez Flora fora confrontada continua vivo, será que Addison vai compartilhar do mesmo destino?"



Para quem não conhece a escrita de Sarah Jio pode demorar para se acostumar. Esse é o meu segundo contato com a escritora, sendo o primeiro O Bangalô (resenha) e posso dizer que a autora gosta de intercalar o passado com o presente. Então, nesse livro nós vamos conhecer o passado da família Livingston que pode interferir no presente da família Sinclair.

Os capítulos narrados em 1940, nós somos apresentados a Flora. Uma adolescente que morava em Nova York e queria ajudar a sua família com as questões financeiras, então aceitou a proposta do senhor Price para trabalhar como babá na Inglaterra para a família Livingston, mas esse não era o único trabalho: para que nada ocorra com seus pais, Flora deverá ajudar com o rouba da rara camélia que existe dentro da mansão.


"A verdade é que sempre sabemos a coisa certa a fazer. A parte difícil é fazê-la." (pág. 44)

Mesmo não querendo ajudar com o roubo e pensando em desistir de tudo, Flora prossegue com o plano. O que ela não esperava era que iria se apaixonar tanto por aquela família e principalmente pelas crianças. Além disso, aquela mansão tem enormes segredos que ela tenta desvendar.

Já nos capítulos narrados no presente, nós conhecemos Addison. Uma mulher que sofreu muito na sua adolescência e que o passado ainda a persegue. Casada com Rex - futuro escritor - eles decidem passar as férias na Inglaterra para que ele consiga finalizar sua história e para que o passado de Addison pare de assombrá-la por um tempo.


"Quando eu era menina, eu sonhava em ter pilhas de livros a minha disposição - histórias para me perder, outros mundos para viver, pois o meu era muito desolador." (pág. 67)

Os pais de Rex compraram a mansão que pertencia à família Livingston em 1940 e como ainda tudo continua intacto, Addison começa a explorar tudo e percebe que há segredos para serem revelados. Como é possível um lugar guardar tantos segredos durante décadas?


E é assim que o passado da família Livingston se conecta com o presente da família Sinclair. São essas descobertas que irão trazer paz depois de tantos anos procurando respostas e graças a curiosidade e persistência de Addison.

"Acabei descobrindo que podemos lutar contra muitas coisas na vida, mas você não escolhe quem amar. Você não pode mudar as escolhas de seu coração." (pág. 166)

O que falar de Sarah? Ela possui uma escrita adorável. "A última camélia" é narrado em primeira pessoa e como sempre ela é capaz de fazer com que o leitor entenda as emoções dos personagens, de como seria se nós mesmos estivéssemos vivendo dentro do enredo. Sarah tem o poder de conquistar o leitor da primeira página até a última.

O livro é repleto de mistério, drama e amor. Conforme o virar de página e o início de um novo capítulo, você começa a se questionar e a "acusar" personagens devido aos acontecimentos presentes no livro. Quando a autora mostra as respostas, faz com que o leitor fique abismado. Digo apenas: quem você menos espera é aquele que mais esconde segredos obscuros.

"Sabe... eu já pensei muito sobre isso e acho que as pessoas são bastante parecidas com aquelas estrelas lá em cima. Algumas brilham fraquinhas por milhões de anos, mal podendo ser vistas por nós na Terra. Elas estão lá, mas você mal percebe. Elas se misturam, como um ponto em uma tela. Mas outras brilham com tanta intensidade que iluminam o céu. É impossível não notá-las, não se maravilhar com elas. Estas são as que duram pouco. Elas não conseguem durar muito. Usam toda a sua energia rapidamente." (pág. 237)

"A última camélia" mostra dois mundos, duas gerações diferentes, mas com uma única conexão. Você irá se apaixonar pelos personagens do passado assim como Flora se apaixonou pela família, como também irá se apaixonar pelos personagens no presente e aprenderá a odiar alguns como Addison odiou o seu passado.

Avaliação: ♥♥♥♥
*Livro cedido em parceria com a Editora.

6 comentários:

  1. Primeira resenha que leio desse livro e já estou curiosa para ler também.
    Bjs
    https://eternamente-princesa.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oba!
      Fico feliz que a primeira resenha tenha sido a minha e que tenha gostado <3 Leia, você não vai se arrepender.

      Beijos.

      Excluir
  2. Oi! Eu acho a capa desse livro linda. Não sabia do enredo, agora estou curiosa para saber o final e qual ligação as famílias possuem. Bjos ❤

    Click Literário

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É linda mesmo. Eu gosto desse "mistério" que a Sarah coloca em seus livros. Vale a pena conferir. <3

      Excluir
  3. Sempre tive curiosidade sobre os livros da autora. Como estou acostumada com intercalação em livros, eu acho que isso não será um problema para mim. Espero lê-lo em breve :)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ah, então com certeza você vai adorar! Amo e indico Sarah Jio para todos <3

      Excluir