quinta-feira, 5 de janeiro de 2017

[Resenha] Dez Mil Céus Sobre Você

Escritora: Claudia Gray
Editora: Agir Now
Páginas: 336

SKOOB

Sinopse: "MARGUERITE CAINE fez o impossível, viajando por dimensões alternativas com o Firebird — uma invenção brilhante criada por seus pais, seu namorado, Paul, e o amigo da família, Theo. Mas ela também chamou a atenção de inimigos poderosos, dispostos a seqüestrar, chantagear e até matar para usar os poderes do Firebird para propósitos escusos.

   Quando a alma de Paul é dividida em quatro fragmentos — que se encontram presos dentro de Pauls em outras dimensões —, Marguerite fará qualquer coisa e irá a qualquer lugar para salvá-lo. Mas o preço de seu retorno em segurança é alto. Se ela não sabotar os próprios pais em múltiplos universos, Paul vai continuar perdido para sempre.
   Mas Marguerite acredita que é possível salvar seu amor sem sacrificar a família, e para isso pede a ajuda do brilhante Theo. Os dois criam um plano para recuperar Paul e o Firebird, mas para que ele dê certo eles precisarão superar um concorrente genial e vão colocar em risco não só sua vida mas também a de todas as versões de si mesmos em várias dimensões.
   Desta vez a missão leva os dois aos universos mais perigosos até então: uma São Francisco dividida pela guerra, o submundo do crime de Nova York e uma Paris iluminada onde a outra Marguerite esconde um segredo chocante. Cada salto deixa Marguerite mais perto de salvar Paul — mas sua jornada revela verdades sombrias que fazem com que duvide da única constante que encontrou em todos os mundos: o amor que sentem um pelo outro."



"Aprendemos nesse meio-tempo que as pessoas cruzam nosso caminho em muitas dimensões, e que não importa o quão diferentes os mundos sejam, o destino sempre nos aproxima." (pág. 08)

"Dez mil céus sobre você" é o segundo livro da trilogia Firebird (o primeiro livro publicado é "mil pedaços de você"). 

Vou falar um pouco do livro anterior: Marguerite é filha de dois grandes cientistas - Sophie e Henry - ondem eles trabalham junto com Paul e Theo no Firebird que permite você viajar em diversas dimensões onde existe outra versão de você mesma (se quiser ler a minha resenha desse livro, é só clicar aqui).

"Em alguns momentos, a esquisitice de Paul desaparece de repente e ele diz exatamente o que preciso ouvir. Esses momentos me fazem sentir como se eu estivesse derretendo, como se estivéssemos nos fundindo em um só, deixando de ser duas pessoas separadas, virando uma só." (pág. 63)
Após todos os acontecimentos do primeiro livro, Marguerite viaja novamente para diversas dimensões para salvar os fragmentos de Paul e procura uma cura para o que aconteceu com Theo durante esse tempo todo. Nada é fácil de resolver, ainda mais tendo o maior inimigo junto e chantageando para que tudo seja feita da forma correta. Além do mais, a traição, mesmo que seja em outro universo, deverá existir em algum momento.

Quando Marguerite viaja para diversas dimensões, ela começa a ver várias versões de Paul - versões nas quais ela não se identifica  - então tenta se lembrar que aquele não é "seu Paul". É o Paul, mas de outra dimensão. Seria capaz se apaixonar após descobrir o quanto cruel ele pode ser?

"É possível encarar os próprios riscos com uma calma inacreditável, mas os riscos de quem amamos? Esse nos deixam idiotas. Nos enlouquecem. O medo e a esperança se alternam, contando mentiras, uma mais improvável que a outra. Nossa imaginação mata repetidamente a pessoa que amamos na nossa cabeça, e temos que assistir a tudo aquilo. E o mais estranho é que, de alguma forma, nem aquilo tudo é tão insuportável quanto a tolice que vem com a esperança. É a esperança que nos faz acreditar em milagres que jamais aconteceriam, que nos esmaga com a verdade nua e crua." (pág. 81)
"É a habilidade de ver além do que todos ao seu redor. De juntar diferentes conceitos de uma forma que ninguém mais conseguiria. Ser um gênio implica ser original, independente. É o maior elogio que ela pode fazer a alguém." (pág. 121)
Esse livro é arrebatador! Se o primeiro já me deixou sem palavras, esse segundo me deixou ainda mais. Não tenha dúvida em ler esses livros, mesmo! Na verdade até gostaria de detalhar mais e mais sobre esse livro, mas eu não gosto de spoiler, porém se você leu o primeiro livro e ficou com receio de ler o segundo, não fique. O livro é maravilhoso! Muito maravilhoso!

Foi tão bom viajar novamente junto com a Marguerite e viver diversas emoções, até mesmo as mais sombrias. Eu não tenho reclamação nenhuma desse livro. Claudia sabe como escrever tudo em perfeita forma para que você entenda qual é a versão de Marguerite e de outros personagens sem ficar confusa com o desfecho.

"As pessoas falam sobre ter o coração despedaçado, mas sempre achei que fosse uma metáfora. Agora realmente parece que foi isso que aconteceu: como se algo precioso dentro do meu âmago estivesse sendo rasgado em pedaços, todos incompletos." (pág. 239)
Finalizei a leitura com vontade de chorar - foi bem intenso! - mas também com aquele desespero de saber o que vai acontecer no próximo livro. Ainda não foi lançado no Brasil e não vi nenhuma notícia de quando seria, mas eu preciso urgente da continuação. A ansiedade está demais e quero saber como essa estória irá acabar.

Enfim, leiam os dois livros da trilogia Firebird. Pode parecer confuso essa "viagem" em universos, mas não é. Como eu disse, Claudia fez um trabalho incrível e não duvido que o último será ainda mais arrebatador!

"Dez mil céus e um milhão de universos e ainda seria pouco para viver com você. Nada menos que o para sempre." (pág. 330)
Avaliação: ♥ ♥ ♥ ♥ ♥

8 comentários:

  1. De cara já achei a capa linda demais! Parece ser um ótimo livro, já vou procurar mais sobre essa trilogia *-*

    Beijos <3
    https://menteviajantee.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. A capa é linda, a premissa é ótima e o livro é incrível! Leia, leia, leia rs.

      Beijos.

      Excluir
  2. A CAPA DESSE LIVRO É TÃO LINDA, MEU DEUS EU QUERO TANTO!
    Awwwwwwn, essa resenha ficou fofíssima, amei tanto! E essa foto então? PERFEITA!
    Você despertou enormes curiosidades a respeito que eu tinha dessa trilogia e além disso, o enredo pretende ser fantástico! QUERO QUERO QUERO!

    Beijos | Lu - justificou.tk

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. A capa é maravilhosa mesmo! Sou apaixonada pela capa e talvez é uma das mais lindas da minha estante rs.
      E leia os dois primeiros livros, você não vai se arrepender!

      Beijos.

      Excluir
  3. Oie,

    Eu quero ler esses livros apenas pelas capas, maravilhosas. Adoro livros com viagens no tempo ou nesse sentido e esse está na minha lista de leitura. Falaram mesmo que o fim do segundo é bem desesperados. Agora é esperar a editora lançar o final.

    Não é pra te meter medo não, mas a Ediouro foi comprada por outra editora agora em janeiro e acabou. Como a Agir pertence a eles, tem que ver se a Harper Collins vai lançar esse último. :/

    Bjs, @dnisin
    www.sejacult.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. As capas são divinas mesmo. E pode ler os livros, são incríveis e você não consegue parar a leitura.

      SÉRIO? Não faz isso comigo </3 eu preciso da continuação urgente! Espero que a Harper Collins lance o último livro ou eu vou sofrer eternamente rs.

      Beijos.

      Excluir