segunda-feira, 28 de novembro de 2016

[Resenha] Essa Luz Tão Brilhante

Escritora: Estelle Laure
Editora: Arqueiro
Páginas: 208

Sinopse: "O pai dela surtou e foi internado. A mãe disse que ia viajar por uns dias e nunca mais voltou. Wren, sua irmãzinha, parece bem, mas já está tendo problemas na escola. Lucille tem só 17 anos, e todos os problemas do mundo. Se não conseguir arrumar um emprego para pagar as contas e fingir para os vizinhos que está tudo em ordem, pode perder a guarda da irmã. Sorte a dela ter Eden, uma amiga tão incrível que se dispõe a matar aulas para ajudá-la. Azar o dela se apaixonar perdidamente justo agora, e justo por Digby, o irmão gêmeo de Eden, que é lindo, ruivo... mas comprometido."
"Já tentei, um milhão de vezes, identificar o momento em que ele se tornou tão vital, mas não consegui. Só sei que os meus sentimentos idiotas e irritantes comprometeram completamente a minha capacidade de funcionar quando estou perto dele, que quero diminuir o espaço entre nós e me enrolar toda nele. Todo o meu ser iria evaporar, acho. É ridículo." (pág. 16)
Lucille é apenas uma garota, mas que foi obrigada a criar amadurecimento e se tornar adulta antes da hora. Com apenas 17 anos, Lucille cuida da sua pequena irmã de 10 anos, Wren.

Quando ela era mais nova, seu pai surtou e foi parar em uma clinica. Após alguns anos, sua mãe não aguentou toda a situação e decidiu que precisava de um tempo sozinha e largou ela e sua irmã sozinhas.
"Às vezes, algo lento acontece rápido e você não consegue aprender bem o momento, independentemente de ter sido importante, de ter de fato acontecido ou de você ter inventado." (pág. 19)
Contas atrasadas começam a chegar; Perguntas começam a surgir de todos e seu maior medo é que separem Wren dela: ela não suportaria perder mais ninguém em sua vida.

Para se estabilizar e tentar manter a casa em ordem, Lucille arruma um emprego no Fred's (um dos melhores restaurantes). Trabalhando direto, alguém precisava cuidar da sua pequena irmãzinha, então sua melhor amiga, Eden, se dispõe a ajudá-la sem que ninguém precise saber sobre a ausência de sua mãe.
"Memórias escapam, sabe, se a gente não achar um jeito de fazer com que elas permaneçam." (pág. 87)
Mas nem tudo são flores. Como se não bastasse a ausência de seus pais, Lucille começa a se apaixonar intensamente pelo irmão de Eden, Digby. Só que ele é um amor proibido porque ele já tem uma namorada. Além do mais, a vida de Lucille já está uma bagunça suficiente sem um garoto, não há espaço para mais confusão.
"Tipo, todos nós usamos máscaras o tempo todo, certo? E o fato de eu querer muito poder tirar a minha e encarar o mundo de frente, hoje mais do que nunca, parece irônico em um nível que mal consigo apreender." (pág. 113)
"(...)não sei se tudo que fiz com Digby me torna corajosa ou covarde. Qual das duas opções descreve você quando segue o seu coração?" (pág. 142)
A sua maior dúvida é: será que sua mãe irá voltar? Será que seu pai irá recuperar-se e voltará para a casa? E o mais importante... Será que ela os aceitaria de volta? Quando essa bagunça toda irá acabar?
"Segredos não são nada bons. Acho que todo mundo tem um. Ou tem coisas que não quer revelar sobre si mesmo, por não estar pronto. Algumas coisas continuam especiais por mais tempo quando ficam guardadas com a gente, mas outras apodrecem quando a gente não pode falar." (pág. 183)
Esse livro me prendeu do começo ao fim! Primeiro que é um livro bem fininho e que a premissa é bem interessante e nunca tinha lido nada assim. Lucille é apenas uma garota, mas no enredo você percebe o quanto ela é madura para a sua idade.

Todos os capítulos são narrados no ponto de visto de Lu. Em alguns momentos, algumas lágrimas surgiram em meus olhos por imaginar alguém capaz de abandonar suas garotinhas e como existem pessoas boas nesse mundo que estão sempre dispostas em ajudar.

"Explique qual é o objetivo de viver se você não estiver disposta a lutar pelas verdades do seu coração, a correr o risco de se machucar.
Você precisa ter fúria."

Pelo final do livro ficou meio óbvio que haverá continuação. O final foi meio vago, mas do jeito que terminou, achei que foi de uma forma boa pelos acontecimentos do livro. Gostei, me apaguei com os personagens, aprendi com eles e senti vontade de cuidar dessas duas garotinhas que conquistaram meu coração.

Avaliação: ♥ ♥ ♥ ♥ 

4 comentários:

  1. Oiii nossa, cada resenha positiva que leio, mas curiosidade eu tenho! Adorei a resenha e os quotes! Acho que lágrimas vão rolar quando eu ler este livro!

    Bjs, Mi

    O que tem na nossa estante

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Leia sim, Mi. É muito bom esse livro <3 Você vai gostar. E provavelmente algumas lágrimas queiram aparecer sim rs.

      E muito obrigada! Beijos

      Excluir
  2. Que resenha incrível. Amei os quotes que você separou, a história parece ser muito linda. Já quero ler!! *-*

    Beijos <3
    Blog Mente Viajante

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Muuuito obrigada! Fico feliz que tenha gostado e sim, a história é comovente e incrível! Leia. <3

      Beijos.

      Excluir