domingo, 24 de janeiro de 2016

[Resenha] O Resgate

Escritor: Nicholas Sparks
Editora: Arqueiro
Páginas: 320
Sinopse: "Taylor McAden é voluntário do corpo de bombeiros da pequena cidade Edenton. Destemido a ponto de parecer imprudente, enfrenta incêndios, participa de salvamentos, desafia a morte sem hesitar. Mas uma coisa ele não tem coragem de fazer: entregar seu coração.
Por toda a vida ele se envolveu com mulheres que estavam mais em busca de apoio que de amor - e sempre se afastava delas assim que o relacionamento começava a ficar sério.
Numa noite de tempestade, enquanto sinalizava postes de energia caídos, Taylor encontra um carro batido na beira da estrada. Assim que recobra os sentido, Denise, a motorista, pergunta pelo filho. Mas Kyle, um menino de 4 anos que tem problemas de audição e de fala, não está em sua cadeirinha no banco traseiro.
Durante a busca pelo garoto, Denise se surpreende ao ver que está diante de um homem capaz de abrir mão da própria vida para salvar uma criança. E o que Taylor nem imagina é que esse resgate será muito diferente de todos os que já fez, pois exigirá mais do que coragem e força física - e talvez possa levá-lo à própria salvação."
 "Simplesmente fazia o melhor que podia, aceitando o bom e o ruim e procurando alegrias nas pequenas coisas." (pág.11)

 Antes de tudo, gostaria de falar que a história de Kyle é de fato real. Não pelo fato dele sumir depois de um acidente e sim por ele ter problemas de fala. Para quem não sabe, Nicholas sempre escreve sobre alguém da família ou próximo. E Kyle era um de seus filhos com dificuldade de fala. 
"Na vida você vai conehcer pessoas que sempre lhe dirão as palavras certas nos momentos certos. Mas no final você deve julgá-las é pelas suas ações. São as ações, não as palavras, que importam." (pág. 99)
Denise está mudando-se de Atlanta para Edenton, pois não poderia mais pagar o aluguel e tem que cuidar diariamente do seu filho, Kyle, que tem problema com fala e audição. Ela estava na estrada com seu filho e começou a maior tempestade da história da Carolina do Norte. E de repente, ela acorda e vê um bombeiro na sua frente. Atordoada sem entender o que havia acontecido, ela percebe que Kyle havia sumido.
"As pessoas vêm e vão. Elas entram e saem da sua vida, quase como personagens em um livro. Quando você finalmente o fecha, os personagens contaram suas histórias e você recomeça outro livro, cheio de novos personagens e aventuras. Então se vê concentrando-se nos novos, não nos do passado." (pág. 102)
É nessa hora que conhecemos Taylor. Ele é carpinteiro, mas nas horas vagas trabalha como voluntário no corpo de bombeiros - para se afastar dos fantasmas do seu passado. Ele possui um grande segredo e nunca se relaciona seriamente com nenhuma mulher. Será que essa é a hora de se dar uma chance? Será que ele irá resgatar Kyle? Será que Denise é o que irá ajudá-lo a enfrentar seus medos?
"Minha mãe acreditava que as pessoas eram destinadas umas às outras. É uma ideia romântica que algumas mulheres têm, e acho que parte de mim acredita nisso." (pág. 193)
"(...)Não porque o conhecesse muito bem, mas porque se apaixonara por ele no mesmo instante em que ele se apaixonara por ela." (pág. 195)
Denise e Taylor são personagem bem cativantes que estão sempre errando e aprendendo com seus erros, e que se mostram fortes e com fé mesmo depois do acidente - pois, para resgatar Kyle será um grande desafio. E, além do mais, quando você conhecer Kyle, você vai apaixonar-se por ele. Vai se sentir como Denise se sentia quando estava tentando fazer seu filho falar. É incrível a forma que o Nicholas consegue fazer isso com o leitor.
"Sabia que os sentimentos iniciais associados ao amor tinham quase a mesma força de uma onda do mar e podiam unir duas pessoas quase por magnetismo. Era possível ser arrastado pelas emoções, mas a onda não durava para sempre. Não podia durar - e nem fora feito para isso -, mas se duas pessoas eram certas uma para a outra, um tipo de amor mais verdadeiro e eterno podia surgir em sua esteira. Pelo menos, era nisso que ela acreditava." (pág. 237)
No final deste livro o leitor encontra o "nota do autor". Nele Nicholas descreve como foi a sua jornada com seu filho e os medos que o assombravam todos os dias, ainda mais quando não conseguia um diagnóstico concreto para o que estava acontecendo. É de se emocionar um pouquinho mais com esse livro.
"Amar alguém e ser amado é a coisa mais preciosa do mundo." (pág. 289)
"O Resgate" fala sobre as sombras do passado que aparecem no presente. Denise, Taylor e Kyle são personagens que mostram a importância de dar uma segunda chance.

Avaliação: ♥ ♥ ♥ 

0 comentários:

Postar um comentário