quarta-feira, 18 de novembro de 2015

[Resenha] O Projeto Rosie

Escritor: Graeme Simsion
Editora: Record
Páginas: 319
Sinopse: "Don Tillman, 39 anos, musculoso e tão bonito quanto Gregory Peck, é professor de genética e nunca teve uma namorada. Em seu estrito cronograma de atividades, todas as tarefas são calculadas para garantir o menor desperdício de tempo. Nada de imprevistos ou de surpresas; diretrizes para que Don não precise recorres às suas baixíssimas habilidades sociais. Mas, na busca pela esposa perfeita, ele vai precisar de muito mais que a ajuda do questionário que desenvolveu para selecionar candidatas. E, quando Rosie Jarman entra em seu escritório - um exemplar totalmente inadequado ao seu perfil -, o imprevisto, o impulso e a emoção passam a ser as novas regras."
"Tenho consciência de que tais silêncios são oportunidades para que eu fale mais alguma coisa, mas não pude pensar em nada útil para dizer." (pág. 145)
Don Tillman tem 39 anos, australiano, uma carreira acadêmica na área de genética, um corpo consideravelmente bem cuidado, apenas dois bons amigos, uma rígida rotina diária e uma inabilidade social incrível. Tem ótima memória, é organizado, pontual...  

Sua vida se resume a um punhado de atividades previamente programadas, um cardápio que se repete semanalmente para evitar desperdícios, pesquisas no trabalho e, claro, interações falhas com as pessoas – principalmente com as mulheres.

Ele nunca teve muito jeito com as mulheres. Em seu estilo de vida, um relacionamento parece impossível. E Don não teve experiências muito promissoras com o sexo oposto, além de, aparentemente, estar "programado" para não se sentir apaixonado ou ter grandes emoções. Sendo assim, ele decidiu que se envolver com uma mulher depende muito mais de planejamento e compatibilidade, para que o relacionamento não seja um fracasso. 
"Se você realmente ama uma pessoa, deve estar preparado para aceitá-la como ela é. Você pode até esperar que um dia ela acorde e faça algumas mudanças, mas pelos próprios motivos dela." (pág. 267)
"Quando percebe que quer passar o resto da sua vida com alguém, quer que o resto da sua vida comece o mais rápido possível". (pág. 290) 
Don quer uma companheira que seja compatível com seu estilo de vida. Mas isso parece impossível. Até o dia em que ele decide criar o Projeto Esposa. O projeto consiste em uma rigorosa avaliação do perfil feminino, onde ele cria um extenso questionário com questões eliminatórias. Assim ele poderia eliminar futuras pretendentes que não se ajustassem ao seu modo de encarar a vida, e poderia achar sua futura esposa, a mulher ideal e totalmente compatível com seus propósitos. 

E é entre uma falha e outra nessa procura que ele conhece Rosie, o extremo oposto de tudo o que ele busca em uma possível parceira para a vida toda. Aos poucos, e quase sem querer, os dois vão se aproximando e em pouco tempo já passam muitas horas por dia juntos. Don apenas está ajudando Rosie a encontrar seu pai biológico desconhecido, naquilo que passaram a chamar de Projeto Pai. E essa acaba sendo uma desculpa para os dois se envolverem em aventuras divertidas e passarem ainda mais tempo na companhia um do outro.

E é em algum momento no meio da busca pela identidade do pai da Rosie, o projeto esposa do Don se torna o projeto Rosie, provando pra ele que nem sempre aquilo que a gente quer é o que a gente mais precisa.
"Amar é um sentimento profundo por outra pessoa, um sentimento que muitas vezes desafia a lógica." (pág. 304)
É um livro muito divertido, bem narrado, com personagens super interessantes e uma trama ótima e cheia de lições.

Avaliação: ♥ ♥ ♥ ♥ 

0 comentários:

Postar um comentário