domingo, 22 de novembro de 2015

[Resenha] O Livro do Porquê

Escritor: Nicholas Montemarano
Editora: LeYa
Páginas: 271
Sinopse: "Eric Newborn está acostumado a lidar com pessoas cujas vidas estão em crise. É um aclamado autor de diversos livros motivacionais e também um inspirado palestrante. No entanto, quando sua esposa morre, a angústia o toma de forma inescapável. Não existe cura fácil, nenhum clichê é capaz de consolá-lo, nada preenche o enorme vazio deixado pela perda. Ele se recolhe com sua cadela, Ralph, em sua isolada casa em Marth's Vineyard.
Cinco anos mais tarde, em uma noite agitada de tempestade, um carro sofre um acidente em frente a sua casa e uma mulher bate à porta, procurando ajuda. Sam é uma admiradora que estava a procura de Eric, convencida de que ele saberia dar sentido às coincidências que, simultaneamente, destruíram e deram nova cor à vida dela.
À medida que Eric e Sam orbitam um em torno do outro, como constelações em um gigantesco universo, eles se põem a buscar respostas para suas perguntas, e encontram significados em sinais que às vezes ignoramos diariamente." 
"Coincidências nunca são coincidências. Nada acontece por acaso. Nada significa nada." (pág. 79) 
Com sua narrativa em primeira pessoa, conhecemos Eric Newborn. Um ex escritor de auto-ajuda famoso e reconhecido por seus livros, mas que agora quer esquecer quem ele foi um dia e viver sua vida solitária ao lado da sua fiel amiga, a cadelinha Ralph.

Com os acasos da vida, Sam, uma admiradora do seu antigo trabalho e que está em busca de respostas daquele escritor, o encontra e começam a viver histórias juntos.


"Dez chaves para manter a abundância fluindo na sua vida:  
Paciência, fé, pensamento positivo, ausência de medo, sentir-se feliz pelos outros, confiança, bondade, alegria, responsabilidade por si mesmo, gratidão." (pág. 95)
Na narrativa, ele mostrou que quando ficamos presos ao passado, não damos lugar a novos acontecimentos. Esquecemos de olhar para frente e ficamos aprisionados ao passado, ao medo de repetir os mesmos erros, e não vemos que coisas novas acontecem a todo instante.



Porém, o livro trata dos assuntos da vida de Eric, o que tornou a leitura bem cansativa - talvez pela forma narrada. E são a partir dos acontecimentos vividos por ele e por Sam que você começa entender um pouco mais da vida dele.
"É um clichê dizer que alguns casais simplesmente se conhecem, mas foi o que aconteceu conosco. Não houve drama, nem dúvidas, nem complicações relacionadas a carreira, geografia ou religião, nem rompimentos conturbados, nem simples." (pág. 101)
O que mais gostei no livro foram as mensagens trazidas nele. Tem coisas que só quando paramos para analisar que conseguimos levar para o dia a dia.
"A sua pequena vida, o seu pequeno sofrimento significa alguma coisa debaixo deste dossel infinito? (pág. 180)
Avaliação:  

0 comentários:

Postar um comentário