quinta-feira, 30 de julho de 2015

[Resenha] O Menino do Pijama Listrado

Escritor: John Boyne
Editora: Seguinte
Páginas: 187
Sinopse: "É muito difícil escrever a história de O menino do pijama listrado. Normalmente, o texto da orelha traz algumas dicas sobre o livro, alguma informação, mas nesse caso acreditamos que isso poderia prejudicar sua leitura, e talvez seja melhor realizá-la sem que você saiba nada sobre a trama.Caso você comece a lê-lo, embarcará em uma jornada ao lado de um garoto de nove anos chamado Bruno (embora este livro seja recomendado a garotos de nove anos). E cedo ou tarde chegará com Bruno a uma certa.Cercas como essa existem no mundo todo. Esperamos que você nunca se depare com uma delas."
"Bruno, às vezes há coisas na vida que temos de fazer e não temos escolhas a respeito delas." (pág. 48)

 A história acontece na Segunda Guerra Mundial, onde existiam campos de concentração e a discriminação contra os judeus.

Bruno é um garoto de 7 anos que mora com seus pais e sua irmã em Berlim. Devido seu pai ser comandante, sua família se muda para outro lugar. No começo Bruno não queria mudar. Não queria deixar seus amigos, seus avós para trás.

Quando mudaram, Bruno não tinha onde brincar e nem com quem brincar. Não gostava de brincar com sua irmã porque achava ela chata - mas era apenas uma irmã mais velha implicando com o irmão mais novo. Não saia da casa ou do jardim por questão de "segurança" que seu pai impunha e para estudar, ia um professor até a casa deles para ensinar sobre o Hitler. 
"Bruno sabia que às vezes, quando a pessoa está triste, não gosta de falar a respeito; às vezes acaba contando do que se trata por conta própria e às vezes não para de falar nisso durante meses, mas naquela ocasião ele pensou que seria melhor esperar antes de dizer qualquer coisa." (pág. 97)
Pela janela do seu quarto, Bruno percebeu uma cerca ao longe e viu que existia pessoas lá e então, no seu tempo livre, decidiu explorar as redondezas sem a permissão de seus pais.

Em um certo dia, Bruno conheceu Shmuel - um garoto do outro lado da certa que por coincidência, nasceu no mesmo dia e ano que Bruno. A partir desse ponto é onde a história começa a desenrolar e uma grande amizade surge. 

O que eu mais gostei do livro? A simplicidade, a inocência que existe em Bruno. E o livro mostra que devemos amar as pessoas, independente de qualquer coisa, aprender a valorizar as pessoas que temos por perto.

Avaliação: ♥ ♥ ♥ ♥ 

0 comentários:

Postar um comentário