domingo, 5 de julho de 2015

[Resenha] Extraordinário



Escritora: R.J Palacio
Editora: Intrínseca
Páginas: 318
Sinopse: "August Pullman (Auggie) nasceu com uma síndrome genética cuja sequela é uma deformidade facial, que lhe impôs diversas cirurgias e complicações médicas. Por isso ele nunca frequentou uma escola de verdade... até agora. Todo mundo sabe que é difícil ser um aluno novo, mais ainda quando se tem um rosto tão diferente. Prestes a começar o quinto ano em um colégio particular de Nova York, Auggie tem uma missão nada fácil pela frente: convencer os colegas de que, apesar da aparência incomum, ele é um menino igual a todos os outros."
"Quando tiver que escolher estar certo e ser gentil, escolha ser gentil." (pág. 55)

Às vezes me faltam palavras para expressar o quanto eu amo esse livro. Li em 2014 e reli em 2015 e com toda certeza, irei reler novamente!

Narrado na perspectiva de Auggie, seus familiares e amigos, com momentos descontraídos e tristes, Extraordinário consegue captar o impacto que um menino pode causar na vida e no comportamento de todos. Mostra também as cirurgias feitas para tentar melhorar ao máximo a sua aparência, mas que continuou chocante.
"(...)Deveríamos ser lembrados pelas coisas que fazemos. Elas importam mais do que tudo. Mais do que aquilo que dizemos ou do que nossa aparência. As coisas que fazemos sobrevivem a nós." (pág. 72)
"A questão é que todos temos que lidar com os dias ruins." (pág. 122)
Devido a síndrome genética que Auggie nasceu, ele sofre bullying de todos os jeitos. Ele pareceu bem forte, mas ao longo da leitura percebemos que ele sofre por cada olhar estranho, por cada palavra maldosa dirigida a ele. Mas ainda sabe o que é mais incrível? Ele finge que não se importa. Simplesmente vive e não deixa que os comentários afetem a sua vida.

Em todo o livro, a única vez que Auggie sentiu medo foi para ir à escola. Até então, sua mãe ensinava tudo que sabia em casa para evitar qualquer tipo de sofrimento para seu filho. No começo, August estava com medo e recusava-se ir a escola, mas com o tempo, aprendeu a gostar. Passou por diversos preconceitos, mas aprendeu lidar com todos.


"Às vezes magoamos as pessoas sem querer. Entende?" (pág. 146)
"Há coisas que não dá para explicar. Não dá nem para tentar. Impossível saber por onde começar. Se eu tentasse abrir a boca, todas as frases se embolariam em um nó gigante. Quaisquer palavras soariam erradas." (pág. 163)
O feriado preferido de August é o Halloween. Porque é quando as pessoas estão fantasiadas, não se importando por quem está debaixo daquela fantasia. É quando ele sente-se mais feliz, sem ouvir comentários e sem ter olhares estranhos em cima dele.

Extraordinário é um exemplo de vida. Às vezes, quando você não dá valor a vida, August mostra como é possível superar qualquer obstáculo, independente da sua fisionomia. E que você pode simplesmente viver os momentos mais simples e ser feliz.
"Surpresa é uma daquelas emoções que pode ser difícil disfarçar, tanto quanto você quer parecer surpreso e não está quanto quando você está e não quer demonstrar." (pág. 193) 
"É engraçado como às vezes nos preocupamos muito com uma coisa e ela acaba não sendo nem um pouco importante." (pág. 222)
Na minha opinião, a escritora quis nos dar uma lição de vida. Não importa sua aparência, o importante é aceitarmos um ao outro e que uma síndrome não nos faz diferentes, pois somos todos iguais.
"Não precisamos de olhos para amar, certo?" (pág. 233)
É como diz no livro: "Não julgue um livro (menino) pela capa (cara)".
"Acho que devia haver uma regra que determinasse que todas as pessoas do mundo tinham que ser aplaudidas de pé pelo menos uma vez na vida." (pág. 237)
Avaliação: ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ()

2 comentários:

  1. Li Extraordinário já há um tempo, mas até hoje guardo comigo algumas das frases do livro e de como ela pode modificar o conceito de muitas coisas. Auggie é um garoto adorável que quis o destino que nascesse com uma deformidade genética que faz com que sofra bullying, mas que encara com muita garra e leveza todos os problemas que aparecem. Amei demais o livro e indico com certeza para todos.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Auggie é um dos melhores personagens! Se somar todos os livros que já li, é quase impossível algum se comparar à ele. Muito fofo.

      Beijos!

      Excluir