domingo, 19 de julho de 2015

[Resenha] Água para Elefantes


Escritora: Sara Gruen
Editora: Arqueiro
Páginas: 272
Sinopse: "Desde que perdeu a esposa, Jacob Jankowski vive numa casa de repouso, cercado por senhoras simpáticas e fantasmas do passado. Durante 70 anos ele guardou um segredo: nunca falou a ninguém sobre o período de sua juventude em que trabalhou no circo. Até agora.
Aos 23 anos, Jacob era um estudante de veterinária, mas teve sua vida transformada após a morte de seus pais num acidente de carro. Órfão, sem dinheiro e sem ter para onde ir, ele deixa a faculdade antes de fazer as provas finais e, desesperado, acaba pulando em um trem em movimento, o Esquadrão Voador do Circo Irmãos Benzini, o Maior Espetáculo da Terra.
Admitido para cuidar dos animais, Jacob sofre nas maos do Tio Al, o empresário tirano do circo, e de August, o ora encantador, ora intratável chefe do setor dos animais.
É também sob as lonas que ele se apaixona duas vezes: primeiro por Marlena, a bela estrela do número dos cavalos e esposa de August; e depois por Rosie, a elefanta aparentemente estúpida que deveria ser a salvação do circo." 
"Se não quer saber a resposta, não pergunte." (pág. 70) 

Jacob era um dedicado estudante de veterinária, mas antes de fazer as provas finais e concluir o curso, seus pais sofrem um grave acidente. Em meio ao desespero e angústia, o jovem de 23 anos larga tudo e acaba pulando dentro de um trem em movimento. Este trem é nada mais nada menos que o Esquadrão Voador do Circo Benzini. Ele é aceito para cuidar dos animais, onde é submetido a humilhações e sofrimentos constantes. Porém, apesar das humilhações, conhece Marlena, a principal estrela do circo, por quem se apaixona perdidamente.
"Quero beijá-la. Quero beijá-la mais do ue jamais quis qualquer coisa na minha vida." (pág. 110)
"Seus lábios sob os meus, macios e cheios. E o único detalhe que não posso aprofundar e nem afastar, o único que perturba meu sono: a sensação das pontas dos seus dedos deslizando em meu rosto." (pág. 132)
Vários circos fecharam as portas por causa da crise financeira de 1929 – ano em que se passa a história – então Tio Al, dono do circo, resolve adquirir uma elefanta para fazer parte da trupe e que deveria ser a ultima tentativa de salvação para o circo, porém ela parece ser um animal inútil, já que aparentemente não consegue fazer nenhum truque. Com isso, Jacob e Rosie – a elefanta – criam um grande laço de amor e amizade, onde ele está disposto a tudo para defendê-la.
"Às vezes um indivíduo tem que fazer um sacrifício em benefício de todos os outros." (pág. 220)
August é paranoico em relação à Marlena (sua mulher) e tem o humor instável. Tio Al vive em função do dinheiro e não se importa com ninguém além de si mesmo. Marlena, apesar de ser a estrela do circo, não é feliz. Os animais recebem alimentos em péssima qualidade e sofrem nas mãos de August. Os trabalhadores não recebem se o circo não lucra e trabalham como escravos. Desaparecimentos de pessoas no trem ocorrem durante o percurso de uma cidade a outra. Jacob está apaixonado por Marlena e Rosie, uma elefanta que é muito inteligente, apesar de se fazer de burra para algumas pessoas.
"Eu também amo você. Acho que amei você desde o momento em que o vi." (pág. 226)
O romance proibido de Jacob e Marlena ganha destaca ao longo da narrativa, mas quem realmente chama atenção é Rosie – a elefanta. Rosie é determinada, sabe distinguir entre o que é bom ou ruim, sofre, ama e, acima de tudo, é fiel. Um animal que se torna humano diante de tantas características.
"Quando duas pessoas nascem para ficar juntas, elas ficarão juntas. É o destino." (pág. 229)
Avaliação: ♥ ♥ ♥ 

2 comentários:

  1. Esse livro é indo, já li tem um tempão. Me emocionei demais com Rosie.

    Beijos
    Ariane
    Blog LivrosdaNane

    ResponderExcluir
  2. Este livro é muito lindo! Eu AMEI!
    O filme eu não curti tanto...pra variar...rs
    Gostei muito da sua resenha :)
    Bjs

    www.maeliteratura.com.br

    ResponderExcluir