domingo, 1 de março de 2015

[Resenha] Os Treze Porquês

Escritor: Jay Asher
Editora: Ática
Páginas: 255
Sinopse: "Para Clay Jensen, as fitas cassete gravadas por Hannah Baker não têm nada  a ver com ele. Hannah está morta. E seus sefredos devem ser enterrados com ela. Só que a voz de Hannah diz a Clay que o nome dele está em uma das histórias dessas fitas - e que ele, de alguma maneira, é responsável por sua morte. Tomado por espanto, angústia e muito medo, Clay permanece escutando as gravações madrugada afora. Ele segue as palavras de Hannah pelas silenciosas ruas de sua cidade... e o que ele descobre, muda sua vida para sempre."
"Afinal, quantas vezes a gente tem uma segunda chance?" (pág. 21)
Bem, como na própria sinopse relata, o livro é narrado através de fitas cassetes. Hannah antes de morrer, gravou essas fitas explicando o real motivo pela sua morte, pois até então, ninguém sabia o porque ela havia morrido.
"Eu queria apertar stop e voltar a conversa inteira deles. Para voltar ao passado e alertá-los. Ou até mesmo impedi-los de se conhecer.Mas não posso. Não podemos reescrever o passado." (pág. 55)
As fitas cassetes não devem ser passadas para pessoas que não estão na lista, ou seja, cada um que ouvia, deveria encaminhar para a próxima pessoa que havia feito parte da morte de Hannah.

No livro, quem recebe as fitas é Clay. Ele as escutas assim que as recebe e percorre todos os caminhos narrados por Hannah e não consegue mais encarar as pessoas citadas nas fitas da mesma forma.
"Às vezes temos pensamentos que nem mesmo a gente entende. Pensamentos que nem são tão verdadeiros - que não são realmente como nos sentimos -, mas que ficam rondando nossa cabeça porque são interessantes de pensar." (pág. 150)
Conforme você vai lendo, você não acredita como poucas coisas podem influenciar uma pessoa até ela querer morrer por isso. Fofoca é um dos motivos que influenciou Hannah a tomar essa decisão. Mas que, de certo modo, por mais apoio que a pessoa tenha, se ela coloca algo na cabeça, é difícil mudar de ideia.
"Quando você estraga uma parte da vida de alguém, você estraga a vida inteira da pessoa." (pág. 172)
Eu gostei do livro. É uma história de suspense (porque você realmente fica curioso em cada parte da fita para saber os motivos da morte) e um drama, mas é interessante a sua maneira, pois você descobre como uma pessoa pode estar entrando em depressão nos pequenos detalhes.
"Tudo que a gente realmente possui... é o agora." (pág. 176)
Avaliação: ♥ ♥ ♥ 

4 comentários:

  1. Esse livro ficou na minha lista por muito tempo, mas por estar esgotado em todas as lojas, acabei deixando o desejo de lê-lo de lado. Haverá uma série baseada nele, não? Se tiver mesmo, verei.


    Conhece nosso blog? Estamos sempre retribuindo visitas e comentários de nossos amigos blogueiros!! ourbravenewblog.weebly.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Estou ansiosa pela série e estou com a sensação que será melhor que o livro. Também estou aguardando para assistir. ;)

      Excluir
  2. Tenho muita vontade de ler esse livro. Parece tão interessante. quero ler ante que vire serie ou filme uma coisa assim que ouvi falar

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu gostei do livro, mas não achei "uau". Estou ansiosa pela série. Espero que seja ótima!

      Excluir