sábado, 23 de maio de 2015

[Resenha] Um Mais Um

Escritora: Jojo Moyes
Editora: Intrínseca
Páginas: 319

Sinopse: "Há dez anos, Jess Thomas ficou grávida e largou a escola para se casar com Marty. Dois anos atrás, Marty saiu de casa e nunca mais voltou.Fazendo faxinas de manhã e trabalhando em um pub à noite, Jess mal ganha o suficiente para sustentar a filha Tanzie e o enteado Nicky, que ela cria há oito anos. Jess está muito preocupada com o sensível Nicky, um adolescente gótico e mal-humorado que vive apanhando dos colegas. Já Tanzie, o pequeno prodígio da matemática, tem outro problema: acabou de receber uma generosa bolsa de estudos em uma escola particular, mas Jess não tem condições de pagar a diferença. Sua única esperança é que a menina vença uma Olimpíada de Matemática que será disputada na Escócia. Mas como eles farão para chegar lá?Enquanto isso, um dos clientes de faxina de Jess, o gênio da computação Ed Nicholls, decide se refugiar em sua casa de praia por causa de uma denúncia de práticas ilegais envolvendo sua empresa. Entre ele e Jess ocorre o que pode ser chamado de ódio à primeira vista. Mas quando Ed fica bêbado no pub em que Jess trabalha, ela faz questão de deixá-lo em sua casa em segurança. Em parte agradecido, mas principalmente para escapar da pressão dos advogados, da ex-mulher e da irmã - que insiste em que ele vá visitar o pai."
"Às vezes os fins justificam os meios." (pág. 45) 

Primeiramente, se você for ler Um Mais Um achando que vai ser metade do que foi Como Eu Era Antes de Você, desista! O livro tem seus momentos de risadas, de fofura, mas não é nada comparado com outros livros da escritora.
"As escolhas que você fizer agora vão determinar o resto da sua vida." (pág. 150)
O livro é narrado em terceira pessoa. Cada capítulo tem um nome do personagem e o ponto de vista de cada um. No começo mostra a vida de Jess e do Ed separada e quando as histórias se unem, é muito divertido e em parte, romântico.

Jess é sempre uma garota positiva, sempre procurando o melhor para a sua filha, Tanzie, e para seu enteado, Nicky. Desde o casamento fracassado com o Marty, Jess trabalha em um pub e faz faxinas para conseguir sustentar as crianças. Mesmo com as dificuldades presentes em sua vida, ela continua sempre otimista, sempre com pensamentos positivos e procurando fazer o melhor. Tenta ajudar Tanzie com sua bolsa na escola particular e acredita infinitamente no potencial da garotinha. E tenta ajudar Nicky com o problema que vem sofrendo com bullying com os Fishers. E ah! Vale ressaltar que eles tem um cachorro chamado Norman.
"Coisas boas acontecem para pessoas boas. Basta ter fé..." (pág. 159)
"Coisas boas acontecem. Às vezes quando menos se espera." (pág. 189)
Ed, ao contrário de Jess, é um cara que vive pela sua empresa, um gênio da computação, está a ponto de perder tudo por ter deixado escapar uma informação sigilosa para uma garota que ele saiu apenas uma noite. Na verdade, Ed ofereceu dinheiro para a garota e achou que iria ficar livre dela, mas ao contrário disso, descobriram o que ele fez e sua vida ficou por um triz. Além desses problemas tem sua irmã, Gemma, que fica lhe dizendo o quanto o pai está doente e sente falta dele.

Se comparado os dois personagens, praticamente estão levando uma vida bem parecida no momento. Ambos estão com problemas financeiros e não sabem como enfrentar essas dificuldades. A diferença maior é: Jess é positiva e acredita que tudo irá melhorar e Ed só espera até ser preso por usar a informação sigilosa.
"Quando ele sorria, ela não conseguia evitar sorrir também. Quando ele parecia triste, algo dentro dela se quebrava de leve." (pág. 242)
"Afinal, se uma pessoa quisesse estar com você, ela simplesmente faria isso acontecer." (pág. 254)
Como as histórias cruzam-se? Bem, após Jess saber da oportunidade da bolsa de estudo que Tanzie teria para entrar na escola St Annes, ela decidi levar a filha para a Escócia, para a competição de matemática, com um carro velho do seu ex marido parado na garagem. Porém, Jess traça rotas erradas e a polícia acaba prendendo o veículo. É nesse momento que o Sr. Nicholls passa de carro e "resgata" todos. No começo Jess queria resistir à todas hospitalidade do Sr. Nicholls, mas acabou sedendo porque é a única chance de ajudar Tanzie com a competição.

É aí que a história fica muito divertida! Pois no percurso acontece diversas coisas: desde brigas até vômitos. Um trajeto que seria apenas de algumas horas, acaba tornando-se quatro dias por conta dos enjoos e tudo fica mais engraçado. É nesse período que Ed ajuda Nicky a enfrentar o bullying; onde Tanzie acaba ficando ainda mais nervosa; onde Norman acaba atrapalhando um pouco na viagem; e onde, principalmente, Ed e Jess apaixonam-se. Eles não percebiam o quanto eram parecidos, apenas olhavam as diferenças. Mas é aí que todo o romance e desenrolar da história começa...
"Bem, a coisa mais importante que uma pessoa tem com a outra é a confiança." (pág. 283)
O que eu achei do livro? Tenho que confessar que não foi o melhor da Jojo Moyes que eu li. De todos os quatros livros da escritora, pra mim esse é o terceiro melhor. É divertido e romântico da sua maneira. O fato dele ser narrado em terceira pessoa me incomodou um pouco, mas ainda assim é uma história legal. Uma história que mostra o quanto devemos ser positivos e devemos lutar por aquilo que realmente acreditamos na vida.
"Coisas acontecem. As pessoas erram." (pág. 303)
Avaliação: ♥ ♥ ♥ 

2 comentários:

  1. Também li o livro, gostei só acho que pecou um pouco no final.

    ResponderExcluir
  2. Também li o livro, gostei só acho que pecou um pouco no final.

    ResponderExcluir